Roma: Uma viagem no tempo

O meu 2018 não poderia ter começado da melhor forma.

Este ano, logo na primeira semana rumei até à capital de Itália, onde estive cinco dias. Há anos que ansiava por ir a Roma, mas ainda não tinha tido a oportunidade. Finalmente este ano consegui cumprir esse desejo.

A minha primeira impressão, quando cheguei, foi de que Roma é muito parecida com Lisboa: zonas residenciais com muito comércio local, cafés, restaurantes e mercados. Senti-me em casa, ao mesmo tempo que estava maravilhada num país completamente diferente do meu. Gosto muito de arte e sempre adorei a história de Roma antiga, pela sua cultura, genialidade e capacidade de contemplação. Posso dizer-vos que senti essa energia ao visitar as zonas históricas da cidade. Absolutamente adorei o Coliseu, o Fórum Romano, o Panteão, parecia-me que de repente estava a viajar no tempo e conseguia ver como era esta cidade emblemática nos seus antepassados.

Outra coisa que me fascinou imenso na capital italiana foram as igrejas e basílicas que tive oportunidade de visitar. Ao caminhar pelas ruas romanas, em cada canto dava de caras com mais uma igreja e cada uma delas teve a capacidade de me fascinar de forma diferente. A arte sacra é um dos maiores tesouros de Roma e está tão bem reservado que é impossível não ficar fascinado!

Visitei também o Vaticano e foi uma experiência fabulosa. Já há muito tempo que queria mesmo muito ter a oportunidade de ver “ao vivo” os frescos de Miguel Ângelo na Capela Sistina, bem como algumas das mais conhecidas esculturas romanas que tanto aprecio. Todo o Vaticano emana uma energia muito própria e foi dos locais que mais gostei de visitar.

 

A comida foi também um dos pontos altos da minha viagem, como é óbvio. Adoro massa, pizza e queijo, senti-me como uma criança numa loja de brinquedos no meio de tanta diversidade. Embora mantenha um estilo alimentar saudável, tento não ser “escrava” da minha alimentação e aproveitei e não estive preocupada com os kg a mais que poderia trazer de Roma. Não e por numa semana cometer mais excessos que vou regredir todo o progresso que alcancei até agora, até porque Roma é uma cidade que se visita muito bem a pé e por dia dei sempre mais de 15 mil passos e andei bastantes km, o que de certo modo ajuda a compensar alguns excessos.

Este é um conselho pessoal, aproveitem ao máximo as vossas viagens e experimentem o que há de melhor, porque gastronomia é um pedaço de cultura muito importante nu país e diz muito sobre a sua sociedade. Vamos então ao que interessa. Provei várias pizzas e adorei todas. São diferentes daquilo a que estamos habituados mas há variedade para todos os gostos, desde pizza de salmão, que comi num local chamado Alice, que foi um dos que mais gostei, até pizza de batata. O local onde gostei mais da pizza foi num local chamado Pizzarium. Aqui as pizzas são vendidas à fatia, com ingredientes muito bons e uma massa estaladiça, alta e muito saborosa. Não podia ter deixado a capital italiana sem provar a famosa carbonara, que amei, bem como os meus queridos raviolis. Fiqueirendida também ao tiramisu e ao canolis!

 

A minha experiência em Roma não poderia ter sido melhor e, para vos ajudar quando decidirem visitar esta cidade tão encantadora, deixo-vos algumas dicas:

  • Comprem o Roma Pass. Podem comprar no aeroporto, à chegada, e dá acesso a todos os transportes públicos da cidade durante 48 ou 72 horas, bem como a um ou dois monumentos/museus à escolha (exceto museu do Vaticano). O preço compensa, principalmente porque podem escolher monumentos mais caros como o Coliseu e o Fórum Romano;
  • Quando estiverem na cidade utilizem o Citymapper. Disponível para iOS e Android, esta app ajuda-vos a orientarem-se na cidade, dando-vos informações de quanto tempo demoram a  chegar ao destino pretendido e qual a melhor forma de lá chegarem;
  • Comprem com antecedência o bilhete para o Museu do Vaticano. As filas são enormes, com mais de uma hora de espera e se comprarem online os bilhetes com antecedência podem saltar as filas para as bilheteiras e ter mais tempo para explorar a cidade;
  • Explorem Roma durante o dia, mas também durante a noite. Há monumentos que conseguem ser ainda mais bonitos durante a noite.

 

 

Agora façam as malas e desfrutem!

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.